Páginas

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Resenha: Guia de Raças

"Seus personagens ainda mais FANTÁSTICOS"

Como propriamente descrito, o Guia de Raças, suplemento para o Old Dragon, é um catálogo de espécies de fantasia. E é exatamente isso que você vai encontrar, são quase trinta novas opções de raças e tantas outras variações dos clássicos anões e elfos para os seus personagens.


O meu único receio com este suplemento foi ao chão logo nas primeiras páginas. Eu temia que priorizassem a quantidade e que no fim as raças contassem com pouco material descritivo. Isso não aconteceu, temos uma grande variedade e cada uma recebeu o seu próprio capítulo de duas à cinco páginas abordando a aparência, hábitos culturais, classes preferenciais, relação com outras raças, curiosidades interessantes e claro, acompanhadas de um trabalho visual primoroso com as ilustrações de Clayton Barbosa e Dan Ramos. Tudo isso em um livro com pouco mais de cem páginas no confortável e já clássico formato A5, e com mais uma capa (claramente homenageando o Livro Básico) por Bruno Balixa.


Duegar, Cambion e Muskin por Clayton Barbosa

Além de contar com rostos conhecidos como os goblins, homens-lagarto, gnolls, centauros, elfos negros e orcs, o Guia de Raças também trás diversos outros novos como os autokthon (construtos vivos e humanoides), mantis (homens-insetos que parecem louva-a-deus enormes), nefilin (belos meio-celestiais) e até mesmo duas raças que vieram direto das terras desoladas do futuro cenário Legião, as feras do pântano (violentos, caóticos e supersticiosos sapos antropomórficos) e os volda (uma espécie de meio-gigante de grande força, mas de raciocínio lento e de certa ingenuidade).

Apesar do ótimo texto, eu senti muito a falta dos exemplos de nomes, são ótimas referencias tanto para mestres quanto para jogadores, mas que infelizmente não marcaram presença.

Depois, temos um apêndice dedicado às variações das raças básicas, como os anões das montanhas, do ártico ou das estradas, e também como os elfos da floresta, deserto ou os altos elfos. Apesar disso, algumas claras variações receberam seus próprios capítulos como uma raça distinta, possivelmente por possuírem características ainda mais peculiares, como os varkos (uma raça que descende dos halflings, mas que habitam o subterrâneo) ou os próprios elfos negros.

Por último, o apêndice "criando uma raça" traz diversas diretrizes e sugestões em um formato passo a passo para você poder criar suas próprias raças.

Além das regras para uso em jogo de cada raça, como os modificadores de atributo e habilidades especiais, o livro também trás algumas novas especializações (como o muskin coletor (ladrão), uma profissão vital para a sociedade dos ratos humanoides) e equipamentos (como o tridente e a rede, armas típicas dos atlantes, uma raça que habita o fundo dos oceanos, ou as armas primitivas usadas pelos trogloditas). Assim como no Livro Báscio, o Guia de Raças também conta com caixas de texto que centralizam as informações, facilitando e agilizando alguma possível consulta.

Escrito por Rafael Beltrame e Igor Sartorato (os mesmos autores do Guia de Armadilhas) e publicado pela Redbox Editora, o Guia de Raças consegue oferecer uma grande variedade de raças com conceitos diversos e interessantes e com detalhamento suficiente para que mestres e jogadores possam criar seus personagens. Mais uma grande adição ao Old Dragon.

Um comentário:

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...